Make your own free website on Tripod.com

FRIEDRICH WÖHLER (1800 - 1882), químico alemão, nasceu em Eschersheim, em 31 de julho de 1800, e faleceu em Göttingen, em 23 de setembro de 1882.                                                                                          Em 1823, formou-se em Medicina na Universidade de Heidelberg. Em 1824, estudou em Estocolmo, com Berzelius, do qual se tornou grande amigo. Wöhler lecionou Química em Berlim (1825 – 1831) e em Kassel (1831 – 1836). Em 1836, tornou-se diretor do Instituto de Química de Göttingen.                                                       Wöhler trabalhou principalmente no campo de Química Inorgânica, mas foi a síntese da uréia a partir do cianato de amônio que o imortalizou. Dedicou-se bastante à divulgação da Química: traduziu para o alemão o Tratado de Química de Berzelius e fundou, junto com Justus von Liebig, a revista Anais de Química e Farmacologia.

 

Friedrich August KEKULE (1829 - 1896), químico alemão nascido em Darmstadt, Hesse, que concebeu a estrutura da molécula de benzeno, em forma de anel (1865).Kekulé era um estudioso de química orgânica. Quebrou a cabeça durante muito tempo, tentando combinar seis átomos de carbono com seis átomos de hidrogênio, numa fórmula que explicasse de forma satisfatória as propriedades especiais que esses átomos tinham na molécula do benzeno. Depois de muito pensar e estudar e fazer proposições, sentou-se em uma poltrona e tirou uma soneca à frente da lareira. Ao acordar, lembrou-se de um sonho estranho que tivera: uma cobra mordendo a própria cauda! Imediatamente, associou a forma cíclica dessa visão com o arranjo de átomos que pesquisava. E chegou à fórmula espacial do benzeno. Com essa descoberta, abriu-se um campo enorme para a síntese de novos produtos. Grande parte dos remédios produzidos pela indústria farmacêutica têm como ponto de partida o benzeno.                                                                                                       Estudou na Universidade de Giessen, onde iniciou estudando arquitetura, mas sob a influência de Justus von Liebig, veio a se dedicar à Química. Depois de se doutorar (1852), foi estagiar em Paris com Charles Gerhardt e depois em Londres. Nomeado professor da Universidade de Heidelberg , na Alemanha (1856), lá estabeleceu que o carbono era tetravalente (1857), simultaneamente e independentemente com o escocês Archibald Scott Couper. Assumiu a cadeira de química da Universidade de Gand, na Bélgica (1858) e lá confirmou que o carbono era tetravalente e que os átomos do elemento podiam associar-se para formar longas cadeias. Um dos criadores do importante conceito de valência (1858), do latim valens = força, quando se mudou para Bonn (1865) apresentou a representação hexagonal do benzeno.              Suas descobertas foram fundamentais para a explicação das reações orgânicas e para a determinação de estruturas atômicas de uma série de moléculas orgânicas. Estas explicações trouxeram desenvolvimento tanto para a química como para a biologia e, também, para a indústria petroquímica e dos plásticos. Também desenvolveu trabalhos importantes sobre fulminato de mercúrio, ácidos insaturadose , tioácidos, ácidos orgânicos que possuem enxofre em sua estrutura. Sua mais importante publicação foi o livro Lehrbuch der organischen Chemie (1861-1887), um tratado de química orgânica em quatro volumes, além de trabalhos em revistas científicas.

 

 

 

Fred Hoyle(1915 - 2001), publicou em 1948 a Teoria do Universo Estacionário: o universo estaria em expansão, mas a densidade permanece constante. Portanto, se o volume aumenta continuamente, a matéria estaria sendo gerada do nada, com a cração de novos átomos a partir do vácuo. D = m/v.